Belém do Pará

Oiii genteee, que saudade disso aqui!!!! Me desculpem a ausência, eu viajei a trabalho e não tive tempo meeesmo, para postar alguma coisa.

Todos os dias me lamentando e quase chorando, literalmente, com saudade do meu bloguezinho querido. Meu filho.

Tenho algumas coisas, na verdade bastante coisas para compartilhar com vocês, mas claro, não num post só. Vou tentando agora todos os dias contar alguma novidade.

A primeira que tenho é sobre essa bendita viagem. Estou desde o dia 15 de janeiro na minha terra amada, minha cidade natal, Belém do Pará, terra abençoada. Voltar aqui depois de um pouco mais de seis meses foi uma experiência bem diferente pra mim. Agora vocês me perguntam: – Diferente como, se você nasceu e cresceu nesse lugar? Exatamente por isso! Vocês não imaginam quando eu, pela primeira vez depois de chegar, peguei o carro e fui dirigir pra matar a saudade e já não lembrava bem os caminhos… Caramba. Isso é estranho demais. Saí pra passear com amigos, e comecei a ver vários pontos comerciais novos, como por exemplo, lanchonetes, bares, lojas, tudo coisa que eu ainda não conhecia. Caminhos novos, ruas que mudaram de sentido, viadutos construídos, e o melhor de tudo, nunca vi Belém com tanto policiamento na minha vida. Praticamente em todas as ruas sempre tenho visto policiais, ou carros da polícia. Percebi e tenho escutado falar que a violência por aqui tem diminuído bastante. Ainda bem! Percebi  também que o número de carros na cidade aumentou, mais uma vez. Cada vez que eu venho aqui sinto que há mais carros circulando pelas ruas, é incrível. E claro, há coisas que não mudam, matei a saudade daquela chuvinha da tarde, bem a cara de Belém, sentir de novo aquele cheirinho de chuva que eu sentia desde a minha infância, foi maravilhoso. Eu gosto tanto que pra mim é como se fosse um abraço, não sei bem explicar. É um pouco estranho se sentir “turista” na sua própria cidade, nunca tinha passado por isso. Na primeira semana estranhei muito, tudo por aqui é tão diferente do lugar que eu agora estou vivendo. O trânsito, o clima, as pessoas, tudo…. Passei uma semana comparando as coisas, e até eu já estava enjoada de mim. Hehehe. Mas logo na segunda semana comecei a me sentir novamente em casa, e agora pronto, já estou novamente habituada.

Belém vista de cima. Olha só o riozão lá atrás. Que lindo!
Belém vista de cima. Olha só o riozão lá atrás. Que lindo!

Sinto que Belém ainda é uma criança. Acabamos de completar 398, e ainda temos um longo caminho pela frente. Precisamos muito de governantes que olhem para nós com mais amor, e decida realmente começar uma grande revolução, não só na cidade, mas sim no estado do Pará. Aqui temos tanto potencial, tantas riquezas, um povo batalhador, que vai trabalhar mesmo sob chuva, enfrentando engarrafamentos de horas dentro dos ônibus sem estrutura… Sinto pena que ainda estejamos assim, um pouco atrasados em alguns aspectos. Mas acredito sim, que nosso futuro é brilhante.

PS: Coisas que você só encontra em Belém:

carroça
Uma carroça com um burrinho puxando, o carroceiro guiando e seu filhinho do lado.

Estou eu aqui, matando a saudade da minha terrinha, da família, dos amigos, das comidas, das frutas, do meu sorvete preferido de açaí, e aproveitando para trabalhar na minha empresa e inaugurar nossa loja nova em Belém. Num próximo post explico melhor pra vocês esse babado.

1662041_617142101691184_274932357_n (2)
Sorvetes paraenses. O branco é de tapioca, o amarelo de taperebá e o vermelho é de açaí, o meu preferido!

Estou muito feliz por ter finalmente conseguido postar. Estava morreeendooo de saudade!!! E pra finalizar, vai uma fotinho do look de um dia de trabalho. Bem leve e básico, já que aqui no nosso inverno a única coisa que faz é chover, porém continua quente, sempre quente. Maravilha pra quem curte um verão.

1560763_617144508357610_528171893_nPronto. Por hoje é só!
Um grande beijinho a todos.

Até mais!

BELÉM DO PARÁ

Hi everyone! How I missed posting! Sorry for my absence, but I had to travel on business and I didn’t have the time to post.
I cried everyday, literally, missing my blog! My baby!
I have a lot to share with you. It won’t fit in just one post, but I’ll keep you on top of the latest news in the forthcoming posts. I’ll try to post something new every day!
First of all, I’d like to tell you more about my trip. I’m in my hometown since the 15th of January, the blessed city of Belém do Pará. It’s the first time in over 6 months that I set foot in my hometown, and it has been quite an experience. Some of you may ask: “If it’s your hometown, how can it be an experience?!”. That’s exactly why it was an experience! Once I got there, I struggled to remember the way home! I thought to myself: “that’s weird!”. Later on, I went for a walk with my friends and everything was different: new snack bars, clubs and stores, all of which were new to me. There were also new roads, junctions, streets that are now one way only, new bridges and most importantly, I had never seen so much Police patrolling the city. There’s a police officer or a police car in virtually every street I went by. I have learned that the city’s crime rate has been reduced significantly. Great news! It was also quite evident to the naked eye that there were a lot more cars on the streets of Belém. It’s amazing: everytime I visit Belém there are always more and more cars on the street! And of course, somethings never change: that glorious afternoon rain shower that completely defines what Belém is all about, the smell of the rain that immediately recalls my childhood. I can’t quite explain, but that smell to me feels like a hug! It’s a bit strange to feel like a tourist in my hometown, I had never experienced that. During my first week everything felt odd, once Belém is very different in every aspect from the place I’m living in right now. Traffic, people, the weather, everything! In my second week, I couldn’t help but to make comparisons regarding every single detail between one city and the other, I was even getting tired of myself! Hehehe. In the end, I began feeling at home again and that’s it, I am now fully “reintegrated”.
As cities go, I feel Belém is still just a baby. We’ve just entered our 398th year as a city, but we still have a long way to go. We need our politicians to give us more attention and start a small revolution, not only to profit the city of Belém but also the whole state of Pará. We have so much natural resources, so much wealth, such a hardworking people that goes out to work even in the pouring rain using substandard public transportation. I feel sorry that we are still so far behind in terms of development, but I believe our future is going to be bright.
P.S.: Things that you’ll only find in Belém:
A donkey pulling a small wagon, driven by a local and his young son.
Here I am, making the most of my hometown, my family, my friends, the food, fruits and my favorite açaí ice cream. I’m also taking the time to work on my family business and host the opening of our latest retail store. On a forthcoming post, I’ll tell you more about it!
Ice creams from Pará. The white is tapioca flavored, the yellow is taperebá and the dark red is açaí, my favorite!
I’m absolutely thrilled I’ve finally put a post together! And to round up today’s post, here’s a basic and light business day look, because the weather over here is always super warm, even though in the Winter it rains almost every day. Wonderful if the heat is your cup of tea!
That’s it for today, everyone! Huge kiss to all of you.
See you soon!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *